21 de julho de 2014

Estou de volta

Olá

Sou o picolé de tangerina da Frutta Mesmo. Estive fora por muito tempo, devido ao fato que não existiam as condições ideais para a minha existência na realidade do meu criador. Ele é um cara muito pentelho que vive de forma muito passional. Pra ele eu deveria ser basicamente a fruta, eu deveria ser indistinguível da tangerina a fruta. Por causa desta forma dele ver os produtos de sua empresa, eu fiquei no limbo por muito tempo. Acho que agora eu consegui agradar a este maniaco sem coração, pois agora estou aqui, tenho um corpo, um lindo corpo aliás, a minha cor é fantástica, meu sabor é inesquecível. Eu serei atrevido ao ponto de dizer que na comparação, tirando a questão do bagaço e das sementes, a própria fruta perde pra mim no quesito sabor e cor. Mas vou deixar que vocês digam se estou sendo realista ou menos.
Eu estou de volta, e desta vez é pra ficar!


18 de julho de 2014

Tem cartinha pra você

Foi um semestre intenso, dobrei os sabores disponíveis e ainda estou criando outros. Novos fornecedores surgiram e novos clientes também. A cada dia mais, me preparo para atender ao publico com diabetes, aos lacto e glúten intolerantes, aos que preferem por gosto pessoal o picolé sem açúcar, e aos que preferem sabores simples, ou o contrario, sabores inusitados.
Foram criados: pitanga, jabuticaba, buriti, graviola, tamarindo, laranja com acerola e para os diabéticos eu fiz maçã com couve. E isso foi so na parte vegana.
Na linha Chokoleite, apareceram novos sabores: amendoim, milho, doce de leite, cream caramel, doce de leite com coco, vienna (sorvete de creme com maçã e canela), os picolés baseados em chocolate tiveram um aumento substancial de cacau puro em sua formula (dark é agora 70% e o ao leite é 50% e o mesmo vale para castanha do pará, amêndoas, nocciolatto e mocaccino). São detalhes, que adicionam muita qualidade aos já premiados picolés desta marca.
Em um futuro muito próximo, planejo expandir a linha com dois sabores que sempre me agradaram, mas que até então não era possível fazer com a mesma qualidade dos outros. Agora é possível ter de volta, finalmente, o sabor tangerina. Ele foi um dos primeiros, fazia parte dos oito sabores originais da Frutta Mesmo, que por questões de indisponibilidade de matéria prima, acabou saindo da lista. Encontrei um tipo de tangerina que para mim era desconhecido, que é economicamente viável, e que resolve o problema principal do amargo que o suco desenvolvia ao longo do processo de produção. Farei testes e verificarei se é realmente bom.
Outro sabor que eu sempre quis ter, mas nunca pude, é o tiramisù, que é basicamente um pavê de café. O grande empecilho sempre foi e será arrumar mascarpone de qualidade e economicamente viável. Pensei a respeito e decidi adaptar o sabor para a nossa cultura, e tendo o cuidado de mudar o nome e explicar que é um produto diferente, eu criei a receita do pavê.  Com direito a três camadas, com tanto de biscoito entre elas, espero que saia direitinho conforme imaginei. Para falar a verdade, a receita me veio em sonho, e assim que acordei a escrevi e estou agora amadurecendo a ideia.
Mais um sabor que teve os mesmos problemas que a tangerina e nunca passou com notas altas nos meus testes foi o abacate. Supostamente, a mesma pessoa que me forneceu a tangerina, alega ter um abacate manteiga, de casca cuja cor é no mínimo estranha, e de uma cremosidade e suavidade única. Alega inclusive que a fruta não amarga com o tempo. Até hoje tem se revelado um ótimo fornecedor, cuja qualidade dos produtos se revelou indiscutível. Obviamente que terá o meu voto de confiança, e testarei ao longo da próxima semana, numa maravilhosa vitamina, e quem já tomou a minha vitamina de abacate, se lembra por vários anos a seguir. (Yes, I am that good, just believe me. É uma direta para uma certa pessoa que teima em não provar a vitamina, pois tem receios. Inocente...)

Por ultimo, mas não menos importante deixo uma mensagem aos que so consomem produtos com determinadas características, tais como a ausência de leite, de glúten, de produtos animais, ou os naturebas de plantão que gozam do meu respeito e admiração:

Meus queridos, não adianta falar que é maravilhoso, dar joinha, falar bem e jamais comprar do produto, não é mesmo? Afinal de contas, eu pesquisei e ouvi o grito de todos vocês, as reclamações sobre a quantidade pífia de empresas que se importam em fazer algo ético e de qualidade. Entao já que agora existem empresas assim no Brasil, parem de mandar vir de fora, comprem o produto que está a disposição aqui, pois sem o comércio, não há retorno de investimento. E para piorar, sem o retorno do investimento inicial, não há um segundo investimento em algo ainda mais satisfatório. Tenho planos de fazer muitas coisas boas para todos vocês, mas sem o suporte necessário, nada acontece. Vários outros produtos estão à espera para serem colocados no mercado, mas que por falta de um volume de vendas que justifique um investimento mais pesado, acabam ficando somente no papel. E vamos parar com esse mito que picolé e sorvete no inverno deixa as pessoas doentes, ou que sacaneia a garganta. Por favor... O que o medico manda o paciente comer quando retira as amígdalas? Caldo verde é que não é.... Se ainda fosse um picolé meia boca, feito de pozinho eu até entenderia. Mas quando algo é feito com produtos genuínos e naturais, é um alimento como qualquer outro.

Bom, o desabafo foi feito, e espero que os interessados entendam que sem interesse e sem estimulo, tudo nesse mundo cessa.

E para quem deseja revender o produto fora do DF, já aviso que o transporte e as taxas comem seu lucro todo. O que realmente pode ser feito é a produção no local, tipo uma filial mediante o licenciamento do produto e das receitas, do método de fabricação e da marca. Não é um investimento pesado. Com um investimento inicial de 20 a 30 mil da pra fazer. Os equipamentos não são assim absurdamente caros. Quem estiver interessado, é so entrar em contato preferencialmente por telefone. (061-32649616 ou 061-83278723)

Sem mais novidades, desejo vida longa e prospera a todos vocês. 

10 de junho de 2014

Copa 2014 Caipirinha na veia

Para esta Copa do Mundo, farei picolés de caipirinha, retirando a restrição de 24 unidades minimas para a compra. Durante o evento, qualquer cliente maior de idade (sem exceções) poderá adquirir uma caixa de picolés em qualquer proporção e inserir uma ou varias unidades do sabor caipirinha na sua encomenda. Mas corram, pois faço sempre um numero restrito, e pode acabar a qualquer momento.
Lembrando que tenho também dois sabores que não fazem parte do menu oficial, mas estão disponíveis para compra: Doce de leite com coco, e o picolé de buriti.

Ps: O picolé de Caipirinha não é um picolé "com gosto de" mas uma verdadeira caipirinha sob todos os efeitos. Os jogos não afetarão as entregas.




3 de junho de 2014

Evento dia 07/06 - Sábado no Lago Norte

No dia 07/06, que é basicamente neste sábado, vai acontecer um evento na QL 13, conjunto 1, casa 11 - Lago Norte. É o Bazar Desapega Brasilia, onde será possível provar os mais de trinta sabores de picolé da Frutta Mesmo, inclusive o de Caipirinha que geralmente não é vendido no carrinho, mas somente sob encomenda. 
Claro que não serei o único expositor, outros estarão lá, tanto na parte de alimentação quanto outros itens dos mais variados. Venha dar uma olhada. Das 9 às 18 horas.